//Perfil


Lívia Lamblet, futura jornalista.
Anarquista por opção.
Carioca de nascimento.
Botafogo de coração.
Entrem no novo blog: http://livialambletcosta.blogspot.com

//Divulgue este blog!



//Arquivos



//Blogs que leio

A Voz do Torcedor
Cirurgia Inédita
Do Fialho
Dose em Dupla
Enlatados
Ensaio...
Fantastic Boot and Red Nails
Lactobacilo Morto
Light Writer
Literal Carioca
Meu Fotolog
N Notícia
Open 24 Horas
Pitty que Pariu
Projetos Engavetados
Stick & Sweet

//Cliques

Locations of visitors to this page

A Voz do Torcedor
Adote um Gatinho Suipa
SOS Gatinhos
Gatos do Campo de Santana
IEPA - Instituto de Proteção Animal
Peace Blogs
Personalidade INFP - Faça o teste você também!
Sem liberdade, não há informação
Malvados
Garfield
Snoopy
Clube da Mafalda
Rapadura Açucarada
You Tube TV
Universo Anárquico N Notícia

//Créditos


Essa página é hospedada no Blogger.A sua não é?

Segunda-feira, Outubro 31, 2011

Esse blog foi transferido para http://livialambletcosta.blogspot.com

Confiram!


postado por Lívia Lamblet às 12:07 PM
Comments:

Terça-feira, Dezembro 08, 2009

Férias

Aquele espaço de tempo no qual os seus amigos viajam, você não tem muito o que fazer e torce desesperadamente pro ano recomeçar ou o mês de julho terminar.
Aquele espaço de tempo para o qual você faz diversos planos e não realiza nenhum.
Aquele espaço de tempo que você dorme até tarde, almoça e dorme de novo, por não ter o que fazer.
Aquele espaço de tempo no qual você fica lembrando como foram engraçados os momentos que você estava com seus amigos na escola/faculdade.
Aquele espaço de tempo em que você fica com o tempo ocioso e não faz nada produtivo.


Definitivamente, eu não suporto entrar de férias.


postado por Lívia Lamblet às 1:39 PM
Comments:

Quinta-feira, Setembro 24, 2009

Estou escrevendo esse texto ouvindo Chet Baker, um dos grandes nomes do jazz.
Primeiro, quem ler essas linhas tem que apreciar a boa música. Caso contrário, favor clicar no X no canto direito da tela.
Estou com vontade de falar sobre erros e acertos. O que seria falar sobre isso? É falar que algumas pessoas simplesmente merecem serem desprezadas. E jogadas fora, simplesmente sem a menor piedade. Porque elas fizeram de nosso ser algo que já não valia para elas. Ah, engano...!
Lixos assim são descartáveis, aqueles em que a gente usa uma vez e joga fora. Sem ser reciclável, porque reciclável volta pra natureza e, consequentemente, para o nosso organismo. E dejetos são a última coisa de que precisamos.
Cansei de dar a parte boa de mim para reles mortais que só enxergam a merda do mundo de aparências. A alma, o ser, as entranhas do indivíduo se perdem nesse mundo onde tudo é consumido e jogado fora. Tudo é descartado.
Então, um brinde às pessoas-objetos-descartáveis.

Cheers!


postado por Lívia Lamblet às 11:15 PM
Comments:

Sexta-feira, Agosto 14, 2009

Dói. Uma dor concisa e inexplicável que simplesmente brota de dentro e não quer sair. Daquelas que você faria tudo pra tirar de dentro de si, mas que deseja que ela simplesmente se esvaia no universo e simplesmente inexista, daquelas que você não deseja a ninguém.
Sentimento de impunidade, de vazio, de solidão. Sinto como se o tempo corresse entre os dedos e que ainda assim tivesse que correr contra o tempo, como se a verdade estivesse ali, óbvia, mas que ninguém a conseguisse enxergar.
Sentidos à flor da pele, emoções perdidas e talvez irrecuperáveis, que a sociedade tirou. Aquilo que não se pode mais ter...
E o que fica é o escuro, o vazio, a solidão.


postado por Lívia Lamblet às 1:51 AM
Comments:

Sábado, Agosto 01, 2009

SITE DE ESPORTES QUE ESTOU ESCREVENDO!!


ACESSEM!



www.vitrineesportiva.com.br


postado por Lívia Lamblet às 11:06 AM
Comments:

Quarta-feira, Junho 17, 2009

Violência nos meios de comunicação é uma realidade

Ao se falar sobre dor e violência nos principais veículos de imprensa, diversos fatores podem ser observados: o descaso com que a mídia trata as vítimas, expondo-as de maneira exaustiva; a abordagem parcial com que se divulgam os fatos; a repetição de que se tratam os assuntos. Houve mudanças, nos últimos anos, na maneira de divulgação. Entretanto, ainda é preciso rever muitos conceitos para melhorar a cobertura que se dá às tragédias.
No filme Abaixando a Máquina, é possível perceber que existem profissionais que respeitam a dor alheia. No entanto, o repórter fotográfico, na maioria das vezes, precisa deixar seu lado humano e agir como profissional, a fim de passar ao público a veracidade daquela imagem. O fotojornalista vê a cena como um possível meio de crítica social, onde, através de sua máquina, é possível mostrar à população uma visão daquela realidade.
O repórter fotográfico passa muitas vezes por situações de dor e desespero alheio, chegando até a ser barrado, ou mesmo agredido. A experiência faz com que ele perceba o momento de se retirar do ambiente, a fim de respeitar a delicadeza da situação. No entanto, existem veículos que exigem do profissional trazer todas as imagens daquele instante, sem que haja o mínimo de consideração.
A questão da dor e da violência também aparece na televisão. Programas como Balanço Geral, da Record, com o apresentador Wagner Montes, exploram e esgotam esses assuntos. Com um caráter apelativo, cobra-se das autoridades uma providência para a problemática da violência, sem entrar em questões sociais como educação, saúde e emprego. Esses programas estão no ar somente para dar audiência e fazer alarde.
Os telejornais também exibem imagens chocantes com o intuito de aumentar sua visibilidade. Casos como o da menina Isabela Nardoni e da adolescente Eloá Pimentel não só chocaram o país, como foram repetidos inúmeras vezes durante meses. O sensacionalismo que se criou em cima dessas histórias chega a torná-las míticas, pois tem-se o lado dos heróis e dos vilões. O caso da jovem ainda foi mais crítico, pois foi transmitido em tempo real para a população, podendo ter um desfecho diferente se não estivesse sendo transmitido em cadeia nacional: o agressor tinha acesso a todas as informações, assim como o resto da população.
Filmes como Tropa de Elite exibem a realidade do país, mostrando cenas fortes a fim de mostrar à população a forma com que são tratados os traficantes e usuários de drogas. A fórmula, entretanto, não foi bem sucedida. O Capitão Nascimento, ao invés de ser visto como um torturador, foi transformado em mocinho, pois a máxima “bandido bom é bandido morto” não deixa de ser implicitamente divulgada pela mídia. Muitos dos bordões do personagem foram copiados por jovens e crianças, que, por falta de orientação, se identificaram com a película.
De acordo com o livro Mídia e Violência, os meios de comunicação estão sendo mais brandos ao abordar esses aspectos.
“A primeira mudança que chama a atenção dos que analisam a cobertura de violência e criminalidade é a diminuição do uso, pela maioria dos jornais e mesmo das emissoras de TV, de recursos sensacionalistas e noções apelativas. Os principais jornais deixaram de utilizar fotos explícitas, e mesmo os mais populares evitam recomendar que a polícia elimine criminosos ou desrespeite. Fatos emblemáticos dessa tendência foram o fechamento de um ícone do jornalismo apelativo, o Notícias Populares, de São Paulo, em 2001, e a reformulação editorial de O Povo, do Rio de Janeiro, em agosto de 2006.”
O enfoque pode ter mudado, porém ainda falta muito para o jornalismo noticiar de forma mais branda. É preciso que sejam feitas revisões nas políticas editoriais dos veículos, a fim de que não se exponham situações violentas ao extremo. Esse tipo de cena incita outras formas de violência, sendo preciso preservar a sociedade de casos como esse. É importante a divulgação, porém existem outros assuntos que podem e devem ser transmitidos. A violência é somente uma parte da realidade, não é o todo. Existem diversos aspectos que são tão ou mais importantes.


postado por Lívia Lamblet às 8:54 AM
Comments:

Domingo, Março 22, 2009

Blogs e democratização da informação


A tecnologia tem contribuído para que o acesso à informação seja mais democrático, pois disponibilizou uma gama de recursos para que o usuário leigo possa enviar seus dados. Com o advento dos blogs e páginas pessoais, a população comum pode utilizar a web como veículo disseminador de ideias e pensamentos, já que esses recursos são abertos a todos.
Em tempos de internet, a censura à liberdade de expressão foi reduzida, exceto em países como a China, onde o controle do governo é rigoroso. Existem páginas de oposição à atual política vigente, onde o autor pode expor o seu ponto de vista, sem que seja perseguido por isso.
A democratização da informação e dos dados tornou-se tão ampla que existem blogs que disponibilizam arquivos para download, como discografias de artistas e programas. Muitos desses dados geralmente são pagos, o que leva muitas pessoas a procurarem esses tipos de recursos nos blogs, pois os autores os colocam no ar gratuitamente, incluindo o número de série para que não tenha necessidade de pagar pelo serviço.
Atualmente, artistas, famosos e até mesmo jornalistas utilizam as páginas pessoais como meio de postar suas ideias e visões de mundo, o que os aproxima da população, que somente os vê pela televisão ou outros meios de comunicação. Com isso, as ditas ‘celebridades’ adquirem um caráter mais humano, mostrando publicamente sua vida privada.
Os grandes portais da internet também aderiram aos blogs, pois mostram a visão dos jornalistas e colunistas, num espaço mais livre, onde a linha editorial não é tão rígida quanto a da mídia. Jornalistas como Miriam Leitão e Sidney Rezende possuem essas páginas, onde informam com maior abertura as notícias, que às vezes nem são veiculadas na grande imprensa.
Os programas de entretenimento da televisão também criam esse tipo de site para criar enquetes, saber a opinião do público sobre o que está sendo mostrado. É uma forma de estar em maior contato com os telespectadores, além de mostrar um pouco dos bastidores de como foi feita a atração. Além disso, podem ser exibidas imagens que não foram ao ar, já que é possível apresentar vídeos e imagens.
O importante com o advento dos blogs foi deixar livre o acesso para todos. Existem diversos sites que disponibilizam espaços para a criação, alguns pagos, outros gratuitos. Para utilizar, é só se cadastrar e entrar no mundo virtual.


postado por Lívia Lamblet às 10:54 AM
Comments:

Sexta-feira, Agosto 29, 2008

Ansiedade



Problema que atinge grande parte da população mundial e reflexo de uma sociedade em que tempo é dinheiro, ela é um dos grandes problemas do século, atingindo pessoas de todas as idades. As características principais são: insônia, compulsão alimentar, irritação, impulsividade. O ansioso vive no futuro, pensa sempre nos resultados, e não no caminho a ser percorrido.
A sociedade atual pede pessoas que tenham agilidade e pensamento rápido, porém o mal da ansiedade é o resultado. "O ansioso priva-se de viver integralmente o presente. Coloca seus planos, suas expectativas e seus interesses no futuro. Figuradamente falando, o ansioso quer trazer o futuro para o presente", diz Claudia Alencar, em seu livro Sutil Felicidade.
Existem diversos tratamentos para a ansiedade patológica: acupuntura, terapia, remédias psiquiátricos, homeopatia. Dependendo do nível, é válido buscar um tratamento. A ansiedade pode chegar ao ponto de controlar a vida do indivíduo e transformar-se em doenças mais graves, como Depressão ou Síndrome do Pânico.
Pela iternet também existem diversos grupos de ajuda a ansiosos. Pessoas que deixam seus depoimentos no orkut, ou blogs são exemplos disso.
Se estiver inserido nesse contexto, não se preocupe. Existem muitos outros na mesma situação.


postado por Lívia Lamblet às 9:53 AM
Comments:

Terça-feira, Agosto 26, 2008

DIA 26 DE AGOSTO É O DIA DO VOVÔ.
(Retirado do orkut da minha mãe)



É uma data que não costuma ser comemorada, já que pouquíssimas pessoas a conhecem.

Avô é aquele que nos leva para passear, que compra aquelas coisas que nos agradam, quando sabe que vamos à sua casa. Ou quando ele vai à nossa...

É aquele que, quando precisa, dá aquela bronca, que nos deixa assustados, e logo depois dá aquele carinho...

Como nossa geração desenvolveu o hábito de ter filhos mais tarde (ou não os ter), muitas famílias podem ter por conseqüência não conhecer esse familiar tão querido.

Então, se você tem a sorte de ainda ter um ou os dois avôs, não deixe de correr para telefonar, visitar... enfim, paparicar o vozinho.

E se você não o tem mais ao seu lado, eleve seu pensamento a Deus, agradecendo-Lhe pelo tempo que o teve junto de você, e não se esqueça de desejar a ele paz e harmonia, onde estiver.


postado por Lívia Lamblet às 1:44 PM
Comments:

Segunda-feira, Agosto 25, 2008

Em homenagem aos 50 anos da Bossa Nova, coloco aqui uma de minhas músicas favoritas: Chega de Saudade, interpretada por João Gilberto.


postado por Lívia Lamblet às 10:42 AM
Comments:

Domingo, Agosto 24, 2008

Das Olimpíadas

Um show à parte a beleza e a organização dos estádios olímpicos chineses. Um país que se dispôs a se reconstruir do nada. Uma nação que incentiva seus cidadãos a ingressarem no esporte desde que nascem. Uma nação que quis superar as grandes potências mundiais e provar que é possível, através da educação e do investimento em esportes, crescer e mostrar ao mundo seu potencial.
Vivemos num país com 180 milhões de habitantes, das mais diversas classes sociais. Pessoas que possuem garra e vontade de se projetar ao mundo, porém sem nenhum incentivo estatal. O esporte que se destaca está vendido ao capital estrangeiro. Um país que somente enxerga o futebol como modalidade não pode ser levado a sério. Existem diversos esportes que podem e devem receber incentivo. Como poderemos ser sede dos jogos olímpicos com essa mentalidade? Mostraremos ao mundo mais um fracasso olímpico? Mais uma vez o Brasil será motivo de piada ao mundo?
Fala-se mal dos Estados Unidos. Ok, eles são arrogantes e prepotentes. No entanto, eles dão valor e apóiam suas instituições esportivas. Como os chineses, eles também incentivam as crianças a praticarem esportes. Os estudantes que são bons em alguma modalidade recebem bolsas em universidades. Por que não preparar o Brasil para tal?
Antes de pensar em trazer a sede para cá, é preciso mudar esse modo atrasado de pensar. E já.


postado por Lívia Lamblet às 11:56 AM
Comments:

Quarta-feira, Agosto 13, 2008

Dedicado a você...

Coisa difícil é falar com o coração. Dizer à pessoa amada tudo aquilo que se quer dizer...transmitir a ela os sentimentos que dominam o peito, sem que dê margem a duplas interpretações...também é difícil fazê-la acreditar no sentimento que possuímos. Fazer com que todo o amor que a ela dedicamos entre na cabeça que teima em acreditar no contrário e duvidar de nossas intenções. Ao mesmo tempo, é um jogo delicado, do qual ambas as partes podem sair machucadas.
Amar não é coisa fácil. É preciso entrega, renúncia, abdicar de certas coisas, já que as pessoas, por mais parecidas que sejam, são diferentes. São dois seres que vieram ao mundo para se completarem..para conseguirem estar juntos de forma plena, independente de união física.
Existem diversas formas de amor e de amar, mas o fato é que o amor é um sentimento que une...e pode se transformar e se reinventar...pra sempre...


postado por Lívia Lamblet às 5:28 PM
Comments:

Terça-feira, Julho 15, 2008

Enfim consegui entrar aqui no meu blog...

Tempos sem conseguir logar...

E tive a notícia de que a Tina Oiticica, do Universo Anárquico, faleceu.

Não tive a oportunidade de dizer a ela o quanto ela escrevia bem e o quanto eu admirava os textos dela...mas fica aqui o meu muito obrigada por ter me permitido ser sua leitora e por fazer do mundo virtual um lugar um pouco melhor! Fique bem, onde estiver!


postado por Lívia Lamblet às 11:55 PM
Comments:

Domingo, Outubro 14, 2007



O filme Tropa de Elite está gerando polêmica na sociedade, pois foi visto e comentado por um grande número de pessoas mesmo antes de seu lançamento. Problemas como pirataria, violência, corrupção e censura foram atribuídos a ele. Mesmo quem não assistiu à película ouviu comentários sobre aquela que pode ser considerada a história do ano.
Baseado no livro Elite da Tropa e dirigido por José Padilha, Tropa de Elite é protagonizado por dois aspirantes ao Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais). Com narração do ator Wagner Moura – que interpreta também o Capitão Nascimento –, o enredo se desenvolve entrecortando a história dos dois “aspiras” (Neto e André Matias) com a do capitão que quer deixar a corporação para ter mais tempo para a família. Para isso, ele deve encontrar alguém à sua altura, com sangue frio: destemido e incorruptível.
Com cenas fortes e chocantes, o diretor não poupa detalhes ao relatar como os policiais vendem segurança aos traficantes. Em troca de dinheiro, não prendem os chefes do tráfico, nem do Jogo do Bicho, permitindo que a situação nas favelas permaneça a mesma. Revela também como são utilizados métodos de tortura para que sejam fornecidas informações.
Copiado ilegalmente por diversos “camelôs”, teve aceitação da população por mostrar um tema atual e ao mesmo tempo desconhecido. São produzidas muitas histórias sobre a população carente, mas poucas sobre o outro ângulo. Veicular imagens reais como as que são transmitidas é informar sobre um problema que de fato ocorre e que ninguém está isento.
Pela voz do ator André Ramiro, faz-se a crítica às classes média e alta, consumidoras de entorpecentes, que sustentam o tráfico de drogas. Ele representa o jovem que ainda consegue resistir, mesmo que se afaste dos amigos. A vontade de acabar com essa rede de corrupção é maior que o status social.
O filme demonstra que os policiais, por mais que cometam erros, possuem famílias e precisam cuidar delas, além de perderem a saúde com esse trabalho. É o que se passa com o Capitão Nascimento – que precisa se afastar também por motivos de saúde, por ficar estressado e muito nervoso.


postado por Lívia Lamblet às 1:19 AM
Comments:

Terça-feira, Setembro 04, 2007

Queridos amigos blogueiros,

Peço desculpas pela falta de manutenção do meu blog, sei que ando muito relapsa com ele. O motivo é que estou estagiando de manhã e trabalhando à tarde. Não é algo muito fácil, por ser muito cansativo.
Peço a compreensão de todos neste momento.


postado por Lívia Lamblet às 4:17 PM
Comments:

Quarta-feira, Agosto 15, 2007

Simplesmente uma das minhas músicas favoritas... Chico Buarque - João e Maria


postado por Lívia Lamblet às 11:16 AM
Comments:

Segunda-feira, Agosto 13, 2007

Crítica do Filme O Primo Basílio

Transportar a belíssima trama de Eça de Queirós para a década de 50 foi eliminar o Realismo de sua obra. É extingüir a forma como Luísa se sentia entediada com aquela vida morna e sem sal - própria de sua época, no século XIX - que a fizeram ter um caso de amor tórrido e proibido com o seu primo.
A atuação de Débora Fallabella é uma atração à parte, assim como a proposta que deram à Juliana, interpretada por Glória Pires. O problema não estava nos atores, que desempenharam bem o papel que lhes coube, mas sim o péssimo roteiro que foi criado.
A exceção foi Reinaldo Gianechinni, que não convenceu como Jorge, marido de Luísa. Ele ainda precisa amadurecer muito na dramaturgia para poder destacar-se na sétima arte.
O formato do filme mais parecia uma novela, com cenas entrecortadas, sem seguimento.
Por fim, ainda cabe falar do ritmo da história, passando rapidamente sobre cada fato, enfatizando somente as cenas de sexo entre Luísa e Basílio, além de mostrar a protagonista como uma mocinha fútil e deslumbrada, e uma Juliana quase digna de piedade.


postado por Lívia Lamblet às 10:18 PM
Comments:

Quarta-feira, Maio 23, 2007

Música eletrônica torna-se fenêmono mundial e influencia gerações

Música Moderna
por Daniel Alves e Lívia Lamblet


A música eletrônica faz sucesso entre diversas tribos urbanas na atualidade, com suas diferentes variações de estilos, como o trance, o techno, o house e o drum n' bass. Diversos DJ's no mundo inteiro se especializam nesses ritmos, criando inovações para agradar os fãs do gênero. Com uma batida eletrizante e sons mixados, faz inúmeros adeptos, principalmente entre os amantes de tecnologia.
Consagrado na Inglaterra e em diversos países europeus, o brasileiro Marky Mark é um nome de referência no ramo do Drum n' Bass. Muitos iniciantes têm seu trabalho como base, pois ele conseguiu elevar a música eletrônica brasileira a um novo patamar. Com seu ritmo contagiante, incendeia pistas de dança do mundo inteiro.
A diferença entre os tipos de música está na batida e na vibração. Enquanto o Trance utiliza linhas repetitivas tecladas, o Drum n' Bass é o mais agitado dos ritmos, com batidas aceleradas. Já o House propõe uma maior variedade de sub-estilos, podendo incorporar outros ritmos em suas melodias. O Techcno, por sua vez, possui uma batida acelerada, porém seu som é mais intenso.

História

Esse ritmo teve início na Europa, com a criação de sintetizadores eletrônicos, e foi se aperfeiçoando com o passar dos anos. Assim, a popularização do eletrônico só ocorreu na década de oitenta, com o surgimento do Dance. Grupos como Prodigy e Sex Pistols estouraram nessa época.
Atualmente, existem grupos musicais especializados para esses ritmos. Nomes consagrados como Daft Punk, Infected Mushroom, Dj Benni Benassi são conhecidos pelos mais aficcionados. Além disso, músicas consagradas da MPB já estão sendo remixadas por artistas do gênero, como a famosa ¿Só tinha de ser com você¿, de Tom Jobim, que foi transformada em eletrônica pela cantora Fernanda Porto.

Drogas

As festas onde se toca somente esse estilo musical são conhecidas como raves. Elas geralmente ocorrem em locais isolados, longe da cidade, com difícil acesso. Esse tipo de evento é marginalizado pela sociedade pelo fato de conter um número muito alto de usuários de drogas. Balas e doces, na gíria, são as drogas mais comuns, porém encontram-se também maconha e cocaína.
O ritmo eletrônico contagia não somente pela batida, mas por trazer um pouco da tecnologia para a música. Modifica o que antes era sacro para se tornar parte do cotidiano, das inovações que ocorrem na sociedade.


postado por Lívia Lamblet às 3:07 PM
Comments:

Quarta-feira, Maio 16, 2007

Hoje vou colocar aqui a dica de um quadrinho excelente! Maus, de Art Spiegelman.



Maus remete aos horrores da Segunda Guerra Mundial, sendo os judeus identificados com ratos, indefesos e incapazes de reagir à intensa perseguição que sofreram por parte dos nazistas, que são identificados como gatos, que perseguem, brincam e matam. Nesse contexto, Artie Spiegelman - autor do quadrinho e personagem da própria história - resolve escrever um livro sobre seu pai, Vladek, judeu e ex-prisioneiro da grande guerra, freqüentando sua casa para colher as preciosas informações. A história baseia-se em fatos reais e possui imagens vivas e chocantes.
A posição ideológica do autor é mostrar a fragilidade dos judeus com relação não somente ao regime nazista, mas também a forma com que eles foram perseguidos durante toda a história mundial. Assim como ratos, que representam o que há de mais repugnante em nossa cultura, os judeus representariam um grupo sempre marginalizado e excluído.

Fazendo um paralelo, podemos dizer que os judeus aprenderam direitinho com os nazistas como torturar e matar...e assim agem com os muçulmanos na faixa de Gaza.


postado por Lívia Lamblet às 12:32 PM
Comments:

Terça-feira, Maio 15, 2007

Entrevista - Amauri Mesquita - Ex Piloto de Fórmula 1 e um dos fundadores da Stock Car

Alma de Campeão

Em entrevista exclusiva aos alunos da UCAM, o ex-campeão carioca de automobilismo e atual colaborador de Antigomobilismo - Amauri Mesquita - descreveu vários fatos importantes de sua história, de suas vitórias e seus gostos. Declarou, dentre diversos assuntos, que sua família sempre foi contra sua participação no esporte, tendo prosperado somente através de seu gosto pela velocidade.
A paixão pelas corridas o acompanha desde cedo. Amauri narrou que, aos quatro anos de idade, aprendeu a dirigir e que, aos seis, já sabia conduzir um carro. Morador de Vila Isabel, assistiu a todas as corridas que pôde, inclusive ao Último Circuito da Gávea, em 1955.
Início
Aos vinte e dois anos, em 1963, iniciou a carreira como corredor de KART, tendo sido um dos criadores da primeira pista dessa modalidade na cidade do Rio de Janeiro. No ano de 1972, ajudou a fundar a Stock Car. Sem patrocínio, correu na maioria das vezes como amador. "Gastei muito mais dinheiro do que ganhei", diz. Para poder manter os carros e a família, Amauri Mesquita trabalhou no ramo dos seguros. "Fui técnico em seguros por cinqüenta anos", narra.
Ao ser questionado por qual tipo de pista tinha preferência, Amauri foi categórico. "Eu me dava bem em qualquer uma. Minhas melhores corridas ocorreram no Rio, mas tenho predileção pelo autódromo de Interlagos, principalmente a pista antiga", afirma.
Ele experimentou outras modalidades, além das corridas de carros. Sua primeira prova foi de Aeromodelismo, além de ter participado três vezes de corridas de Motociclismo. "Corri por vontade, para sentir como era", lembra.
O piloto sempre participou da preparação de seus carros, junto com seu mecânico e amigo - de sobrenome Ferrari -, que por muitos anos o acompanhou. "Conseguir alinhar o carro para uma corrida é sempre uma vitória", afirma. No seu tempo de corredor, os carros eram adaptados, não eram construídos para corridas.
Acidente
Seu primeiro acidente realmente grave ocorreu em 1968, durante uma prova de Fórmula 1. Ele fora cuspido para fora do automóvel. Sofreu outro acidente perigoso na corrida das 25h de Interlagos, em 1975. Logo na primeira hora, a 180km/h, teve sua cabeça quase degolada, além de o vidro do carro ter caído sobre todo o seu corpo. Felizmente, não obteve seqüelas maiores, porém as cicatrizes ficaram de lembrança.
Perguntado sobre o seu sonho não realizado, Amauri faz uma pausa. "Gostaria de ter corrido no exterior", suspirou. E continuou: "Após a ida do Emerson Fittipaldi para a Europa, o esporte tornou-se regular no Brasil. Antes disso, as corridas eram amadoras. Não havia profissionalismo", reclama.
Sobre seus maiores adversários, cita Emerson e Wilson Fittipaldi. "Cheguei a ficar na frente deles em corridas", gaba-se. E ao mesmo tempo, mostra humildade, quando interpelado sobre qual prova considerou a mais significativa de sua carreira. "Toda prova é importante", afirma.
Com a pressão familiar, foi obrigado a abandonar as pistas e, no ano de 1979, fez sua última prova. Entretanto, em 1995 participou de uma corrida comemorativa, somente com carros antigos. Em janeiro de 2006, recebeu uma homenagem por seus préstimos. "É um reconhecimento. É bom ser reconhecido", afirma, timidamente.
Atualmente aposentado, Amauri dedica-se ao Antigomobilismo e à sua coleção de carros. "Ao todo, são dezesseis, dentre eles a réplica de um Porsche Super 90, conversível - que é o meu xodó - e um Fusca 1969. Mas meu carro preferido era o DKW-GMAC, de 100 cilindradas". Seu maior desejo no momento é bastante simples para um campeão. "Queria conseguir um Mini Cooper". Um pedido pequeno para quem tanto fez pela história das pistas brasileiras.


postado por Lívia Lamblet às 5:45 PM
Comments:

Segunda-feira, Maio 14, 2007

Censura e Ditadura Militar


Por mais de vinte anos, o país viveu o terror da censura nos meios de comunicação. Não era possível expressar palavras de manifesto contra o governo, nem mesmo apresentar idéias diferentes, pois as mesmas eram consideradas subversivas. Quem fosse contra o sistema tinha os direitos políticos cassados e passava pela tão temida tortura.
Músicos, escritores e intelectuais de esquerda foram perseguidos. As reuniões dos grupos de resistência eram feitas na clandestinidade, pois a polícia era implacável: se conseguia prender alguém, forçava-o através das piores maneiras a confessar quem eram os seus superiores. Muitos foram presos injustamente, pois o medo de perder pessoas queridas era maior do que a lealdade ao ideal. Outros enlouqueceram, como no caso do cantor Geraldo Vandré, autor da inesquecível ¿Pra não dizer que não falei das flores¿.
As universidades eram os locais em que jovens se uniam e estudavam um modo de lutar por uma sociedade mais justa. Um dos episódios mais notórios da repressão foi o Massacre da Praia Vermelha, onde seiscentos estudantes foram espancados cruelmente no antigo prédio da Faculdade Nacional de Medicina, em 1966.
Os jornais eram submetidos à análise de agentes autorizados e, se não estavam de acordo com os ideiais militares, tinham suas matérias censuradas. Para ironizar esse fato, diversas publicações colocavam no lugar da matéria em branco receitas de alimentos, que nunca resultavam no alimento proposto por elas.
O Período Ditatorial deixou muitas feridas ainda não cicatrizadas na imprensa brasileira. O medo da censura e do silêncio nos meios de comunicação ainda aparecem nos movimentos por uma imprensa melhor e mais aberta. Atualmente, a censura não é imposta pelos meios militares, mas pelo interesse das grandes empresas e das editorias dos grandes jornais. É preciso melhorar a questão da liberdade de imprensa: um outro jornalismo é possível.


postado por Lívia Lamblet às 2:35 PM
Comments:

Quarta-feira, Maio 09, 2007

Moradores de Niterói aliam alimentação a entretenimento e lazer

Gastronomia, Arte e Cultura
por Lívia Lamblet e Daniel Alves


Ao se falar de gastronomia em Niterói, o primeiro ponto que logo vem à cabeça de qualquer morador local é o bairro de São Francisco. É claro que em toda cidade há bons lugares para se comer, mas nenhum consegue reunir tantos restaurantes e bares de boa qualidade em um curto percurso de orla. A diversidade se vê tanto nos freqüentadores como nos ambientes.
O Saco, como é conhecido, ocupa já há alguns anos o posto de polo gastronômico da cidade. A força desse segmento contribui não só para uma vida noturna de qualidade, mas sobretudo está diretamente ligada ao seu desenvolvimento turístico e à geração de empregos. Encontram-se nesse bairro restaurantes como Porcão, Família Paludo, BemDito, Devassa.

Crescimento
Outro bairro que vem crescendo nesse ramo é São Domingos, que abriga a praça Leoni Ramos, onde encontram-se diversos bares com os mais variados pratos, entre eles, Tombadilho, Tribo da Tasca, Tio Cotó, Vestibular do Chopp, São Dom Dom. Um local com música da melhor qualidade: Bossa Nova, Chorinho, entre outras, que tem como público fiel os estudantes da Universidade Federal Fluminense.
Para os apreciadores de frutos do mar e petiscos, o bairro de Charitas é o ideal. Restaurantes como Casa do Carangueijo, Belleville, Hum Grau encontram-se lá. Além disso, a requintada churrascaria Verdana também situa-se no bairro, para os amantes de uma boa carne.
No bairro de Icaraí é possível apreciar os melhores restaurantes especializados em massas da cidade: Trattoria, Buon Giorno, 7 Grill, Cantina Buonasera e Ativa são apenas alguns dos muitos nomes de casas italianas.
No Centro da cidade, ocorre um crescimento de bares com Happy Hour para os empresários e trabalhadores, a fim de tornar o fim de tarde dessas pessoas mais agradável. Mesmo os restaurantes que durante o dia funcionam no esquema Self-Service estão adotando esse sistema. Ainda no bairro, o Plaza Shopping traz uma enorme variedade de locais onde se comer. Pode-se apreciar desde a culinária australiana até a japonesa.

Alimentação e Cultura
A bem da verdade, vemos em Niterói uma supervalorização da gastronomia enquanto arte, uma vez que existem diversos bistrôs em espaços culturais, como no Museu de Arte Contemporânea (MAC), no Teatro Municipal de Niterói e no Cine Arte UFF. Ocorre informalmente uma ¿parceria¿ da arte e cultura para com a culinária.
Para saber mais sobre os endereços, preços e telefones, entre no site http://www.nitvista.com. O endereço contém informações e dicas dos locais mais badalados da cidade. Os interessados também poderão consultar a Agenda Cultural de Niterói, que contém um guia com o melhor de Niterói. A Agenda é distribuída no Teatro Municipal de Niterói, R. XV de Novembro, 35 ¿ Centro, Niterói, telefone 2620-1624.


postado por Lívia Lamblet às 4:10 PM
Comments:

Segunda-feira, Março 26, 2007

Como hoje é o Meu Dia, vou colocar aqui alguns fatos históricos que ocorreram no mundo nessa data tão importante pra mim...

26 de Março é o 85º dia do ano no calendário gregoriano (86º em anos bissextos). Faltam 280 dias para acabar o ano.


Eventos históricos
Soldados búlgaros aguardando para atacar Andrinopla.
Soldados búlgaros aguardando para atacar Andrinopla.
Seleção de prisioneiros em Auschwitz.
Seleção de prisioneiros em Auschwitz.
Begin, Carter e Sadat
Begin, Carter e Sadat
O Muro das Lamentações em Jerusalém.
O Muro das Lamentações em Jerusalém.

* 752 - É eleito o Papa Estêvão III;
* 1026 - O Papa João XIX coroa Conrado II como Imperador do Sacro Império Romano-Germânico;
* 1199 - Ricardo, Coração de Leão é ferido fatalmente por uma flecha disparada de uma besta durante um cerco na França. Ele morre onze dias depois e o nobre francês que executou o disparo é executado;
* 1484 - William Caxton publica sua tradução das Fábulas de Esopo;
* 1707 - Ratificação do Tratado de União de 1707, que aboliu a independência da Inglaterra e da Escócia em favor de um novo Estado, o "Reino Unido da Grã-Bretanha";
* 1808 - Carlos IV de Espanha abdica em favor de seu filho, Fernando VII;
* 1812 - Um sismo destrói Caracas, Venezuela;
* 1871 - A Comuna de Paris é estabelecida formalmente;
* 1881 - Tessália torna-se novamente parte da Grécia;
* 1885 - Rebelião de Saskatchewan: os Métis, liderados por Gabriel Dumont, derrotam um grupo de policiais e de assentadores anglófonos na batalha de Duck Lake;
* 1913 - Guerra dos Balcãs: as forças búlgaras tomam Andrinopla;
* 1923 - A Rádio BBC começa a transmissão regular de previsões climatéricas no Reino Unido;
* 1934 - A Carta de condução é introduzida no Reino Unido;
* 1942 - Segunda Guerra Mundial: Na Polônia, Auschwitz recebe seus primeiros prisioneiros femininos;
* 1945 - Segunda Guerra Mundial: Os aliados capturam Iwo Jima pondo um final à batalha de Iwo Jima;
* 1953 - Jonas Salk anuncia sua vacina contra a poliomielite;
* 1971 - O Paquistão do Leste declara sua independência do Paquistão para formar a República Popular do Bangladesh dando início a um conflito armado;
* 1979 - Anwar Al-Sadat, Menachem Begin e Jimmy Carter assinam o Tratado de Paz Egito-Israel em Washington, DC;
* 1991 - Assinatura do Tratado de Assunção criando o Mercosul;
* 1995 - O Acordo de Schengen entra em vigor;
* 1999 - Um júri em Michigan considera o Dr. Jack Kevorkian culpado de assassinato em segundo grau por administrar uma injeção letal em um doente terminal;
* 2000
o Ocorrem as eleições presidenciais na Rússia e Vladimir Putin é eleito Presidente;
o O Papa João Paulo II visita o Muro das Lamentações em Jerusalém;
* 2006 - Entra em vigor na Escócia a proibição do uso do cigarro em ambientes públicos fechados;

Nascimentos
Conrad Gessner
Conrad Gessner
Guilherme de Wied
Guilherme de Wied
Tennessee Williams
Tennessee Williams
Leonard Nimoy
Leonard Nimoy
Richard Dawkins
Richard Dawkins
Steven Tyler
Steven Tyler
Juliana Paes
Juliana Paes
Keira Knightley
Keira Knightley

* 1516 - Conrad Gessner, naturalista suíço (m. 1565)
* 1789 - Edward Ffrench Bromhead, naturalista e matemático irlandês (m. 1855)
* 1848 - John Churton Collins, crítico literário inglês (m. 1908)
* 1859
o Alfred Edward Housman, poeta inglês (m. 1936)
o Manuel Luís Coelho da Silva, religioso católico português (m. 1936)
* 1874 - Robert Frost, poeta estado-unidense (m. 1963)
* 1875 - Syngman Rhee, Presidente da Coréia do Sul (m. 1965)
* 1876 - Guilherme de Wied, Rei da Albânia (m. 1945)
* 1893 - Palmiro Togliatti, líder comunista italiano (m. 1964)
* 1904
o Joseph Campbell, autor estado-unidense (m. 1987)
o Xenofón Zolótas, economista grego, Primeiro-ministro da Grécia (m. 2004)
o Emilio Fernández, ator, escritor e cineasta mexicano (m. 1986)
o Attilio Ferraris, futebolista italiano (m. 1947)
* 1905 - Viktor Frankl, neurologista e psiquiatra austríaco (m. 1997)
* 1908 - Samuel Bronston, cineasta estado-unidense (m. 1994)
* 1909 - Héctor José Cámpora, político argentino (m. 1980)
* 1911
o Bernard Katz, biofísico alemão, vencedor do Nobel de Medicina em 1970 (m. 2003)
o Tennessee Williams, dramaturgo estado-unidense (m. 1983)
o Romeu Pellicciari, futebolista brasileiro (m. 1971)
* 1913 - Paul Erdős, matemático húngaro (m. 1996)
* 1914 - Toru Kumon, educador japonês (m. 1995)
* 1916
o Christian Boehmer Anfinsen, químico estado-unidense, vencedor do Nobel de Química em 1972 (m. 1995)
o Sterling Hayden, ator estado-unidense (m. 1986)
* 1922 - Oscar Sala, físico italiano
* 1925 - Pierre Boulez, compositor e maestro francês
* 1930
o Sandra Day O'Connor, juíza estado-unidense
o Gregory Corso, poeta estado-unidense (m. 2001)
* 1931 - Leonard Nimoy, ator e diretor estado-unidense
* 1933 - Tinto Brass, diretor de cinema italiano
* 1934 - Alan Arkin, ator estado-unidense
* 1935
o Mahmoud Abbas, presidente da Autoridade Nacional Palestina
o Enivaldo Ribeiro, político brasileiro
o Iberê Cavalcanti, cineasta brasileiro
* 1936 - Éder Jofre, boxeador brasileiro
* 1938 - Anthony J. Leggett, físico estado-unidense, vencedor do Nobel de Física em 2003
* 1940
o James Caan, ator estado-unidense
o Nancy Pelosi, política estado-unidense
* 1941
o Richard Dawkins, biólogo evolucionista britânico
o Cláudio Marzo, ator brasileiro
* 1942 - Erica Jong, autora estado-unidense
* 1943 - Bob Woodward, jornalista estado-unidense
* 1944 - Diana Ross, cantora estado-unidense (The Supremes)
* 1946 - Gonzaga Patriota, político brasileiro
* 1948 - Steven Tyler, músico estado-unidense (Aerosmith)
* 1949 - Patrick Süskind, escritor alemão
* 1951 - Carl Wieman, físico estado-unidense, vencedor do Nobel de Física em 2001
* 1952 - Didier Pironi, automobilista francês (m. 1987)
* 1954 - Kazuhiko Inoue, seiyū (dublador) japonês
* 1958 - Elio de Angelis, automobilista italiano (m. 1986)
* 1962 - Yuri Gidzenko, cosmonauta russo
* 1963 - Jorge Ricardo Coutinho Machado, escritor brasileiro
* 1965 - Valéria Monteiro, jornalista brasileira
* 1973
o Larry Page, pioneiro de motor de busca estado-unidense
o T.R. Knight, ator estado-unidense
* 1976
o Amy Smart, atriz estado-unidense
o Giovani Braz, humorista brasileiro
* 1977 - Morgan De Sanctis, futebolista italiano
* 1978 - Sandra Romain, atriz romena
* 1979 - Juliana Paes, atriz brasileira
* 1980 - Sérgio Paulinho, ciclista português
* 1981 - Massimo Donati, futebolista italiano
* 1983
o Mike Brenley, wrestler profissional
o Toni Elías, ciclista espanhol
* 1985 - Keira Knightley, atriz inglesa
* 1987 - Yui, cantora japonesa.

Falecimentos
Ludwig van Beethoven
Ludwig van Beethoven
Sarah Bernhardt
Sarah Bernhardt
Raymond Chandler
Raymond Chandler
Lin Yutang
Lin Yutang

* 1130 - Rei Sigurd I da Noruega (n. ca. 1090)
* 1211 - Rei Sancho I de Portugal (n. 1154)
* 1350 - Rei Afonso XI de Castela (n. 1312)
* 1726 - Sir John Vanbrugh, dramaturgo inglês (n. 1664)
* 1797 - James Hutton, geólogo escocês (n. 1726)
* 1814 - Joseph-Ignace Guillotin, inventor da guilhotina (n. 1738)
* 1827 - Ludwig van Beethoven, compositor alemão (n. 1770)
* 1874 - José de Avelar e Almeida, nobre brasileiro (n. 1810)
* 1892 - Walt Whitman, poeta estado-unidense (n. 1819)
* 1901 - Elias Fausto Pacheco Jordão, político brasileiro (n. 1849)
* 1902 - Cecil Rhodes, explorador inglês (n. 1853)
* 1920 - Luís de Orleans e Bragança, Príncipe Imperial do Brasil (n. 1878)
* 1921 - Leonel Martiniano de Alencar, diplomata brasileiro (n. 1832)
* 1923 - Sarah Bernhardt, atriz francesa (n. 1844)
* 1926 - Konstantin Fehrenbach, Chanceler da Alemanha (n. 1852)
* 1940 - Spiridon Louis, corredor grego, vencedor da primeira maratona moderna olímpica (n. 1873)
* 1945 - David Lloyd George, Primeiro-ministro do Reino Unido (n. 1863)
* 1957 - Édouard Herriot, político francês (n. 1872)
* 1959 - Raymond Chandler, escritor estado-unidense (n. 1888)
* 1961 - Carlos Duarte Costa, religioso fundador da Igreja Católica Apostólica Brasileira (n. 1888)
* 1969
o Günther Weisenborn, escritor e dramaturgo alemão (n. 1902)
o Nelson Hungria, jurista brasileiro (n. 1891)
* 1971 - Elpídio Josué de Almeida, político brasileiro (n. 1893)
* 1973 - Noel Coward, compositor e dramaturgo inglês (n. 1899)
* 1976
o Josef Albers, artista alemão (n. 1888)
o Lin Yutang, escritor chinês (n. 1895)
* 1983 - Anthony Blunt, espião britânico (n. 1907)
* 1984
o Ahmed Sékou Touré, primeiro presidente da Guiné (n. 1922)
o Octávio Trompowsky, enxadrista brasileiro (n. 1897)
* 1995 - Eazy E, rapper estado-unidense (n. 1963)
* 1996 - David Packard, empresário estado-unidense (n. 1912)
* 2003 - Anísio Medeiros, diretor de arte, cenógrafo e figurinista brasileiro (n. 1922)
* 2005 - James Callaghan, Primeiro-ministro do Reino Unido (n. 1912)
* 2006
o Ariclê Perez, atriz brasileira (n. 1943)
o Allan Lima, dublador brasileiro (n. ?)
* 2007 - João Soares Louro, administrador português (n. 1933)

Feriados e eventos cíclicos

* Dia do Mercosul
* Brasil: Dia do Cacau


postado por Lívia Lamblet às 1:33 PM
Comments:

Sexta-feira, Março 09, 2007

Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, vou colocar aqui um texto que recebi e que achei simplesmente o máximo.
Claro que todo dia deveria ser dia da mulher...mas com palavras como estas, percebemos a nossa força!

Somos mulheres não apenas corpos
Temos cérebro, não apenas seios
Somos mulheres não utensílios
Fazemos cultura, não apenas filhos
Enquanto umas se vendem por pouco
Outras só pensam no seu corpo
Outras se preocupam com a beleza
E se acham esculturas da natureza
Não se esqueça que existe gente
Mulher que é inteligente
Pois sabe do seu potencial
Por isso que é especial
Somos mulheres não bonecas infláveis
Temos idéias não somo manipuláveis
Somos mulheres não vagabundas
Temos talento, não apenas bunda
Enquanto umas se jogam fora
sendo usadas e se achando da hora
Pensando que são as maiorais
E sendo às vezes galinha demais
Outras se preocupam com a inteligência
E lutam firmes pela consciência
Dessa nação machista e alienada
Que acha que cultura é mulher pelada
Somos mulheres não somos trouxas
Temos informações, não apenas coxas
Somos mulheres não diversão
Temos capacidade não apenas sedução.


postado por Lívia Lamblet às 10:42 AM
Comments:

Quarta-feira, Fevereiro 28, 2007

Leitura

Passando a vista pelo site da ig, me deparei com um blog falando dos livros que marcaram a vida do autor do blog. Fiquei pensando e resolvi colocar aqui os livros que marcaram a minha vida:

O Novo Testamento - Evangelhos de Lucas, Mateus e Marcos

Há Dois Mil Anos - Chico Xavier

O Céu e o Inferno - Allan Kardec

Crime e Castigo - Dostoievski

O Idiota - Dostoievski

Anna Karênina - Tolstoi

O Pequeno Príncipe - Exupéry

Fernão Capelo Gaivota - Richard Bach

As Pupilas do Senhor Reitor - Júlio Diniz

Cem Anos de Solidão - Gabriel García Marquez

A República - Platão

Memórias Póstumas de Brás Cubas - Machado de Assis

A Idade da Razão - Sartre

E você?? Quais os livros que marcaram sua vida?


postado por Lívia Lamblet às 3:52 PM
Comments:

Terça-feira, Fevereiro 13, 2007

O carnaval, festa mais popular do país, está chegando. Às vezes desejo que nosso povo não fosse tão esquecido, pois é por festas como essa, onde a folia e o exagero imperam, que esquecemos das monstruosidades que ocorrem. Exemplo disso é o menino João Hélio Fernandes Vieites, de 6 anos, que foi arrastado por quatro bairros no Rio (7km). Para a família dessa criança não haverá alegria, porém lágrimas.

Lágrimas pela voz que não ouvirão mais.
Lágrimas pelas perguntas que não serão mais feitas.
Lágrimas pelas lágrimas que não mais serão choradas.
Lágrimas pelo adolescete que nunca existirá.
Lágrima pelo filho que não irá se formar.
Lágrimas por alguém amado que se foi...

A maior dor que existe é a de uma mãe que perde seu filho. E perder de uma forma brutal como essa, de maneira tão estúpida, é ainda pior.
Não devemos esquecer de acontecimentos como esse...devemos nos mobilizar para tentar melhorar essa sociedade...


postado por Lívia Lamblet às 4:02 PM
Comments:

Terça-feira, Fevereiro 06, 2007

Mais um vídeo da série - Coisas Idiotas que Achamos na Internet


postado por Lívia Lamblet às 3:27 PM
Comments:

Terça-feira, Janeiro 30, 2007

De acordo com os tipos psicológicos de Jung, minha personalidade é INFP. Não sabe o que é isso? Leia...e se achar interessante, faça o teste no site:
http://wiki.inspiira.org/view/Persona/TesteSimplificado

Retrato de um INFP - Introverted iNtuitive Feeling Perceiving

O Idealista
Seu modo principal de viver é focado internamente, lidando com as coisas de acordo com a maneira com que você se sente quanto a elas, ou de acordo com a maneira com que elas se encaixam no seu sistema de valores pessoais. Seu modo secundário é exterior, através do qual você absorve fatos principalmente através da sua intuição.

Você, mais do que outras pessoas que são intuitivas e que dão mais ouvidos aos sentimentos do que à razão, e é focado em fazer do mundo um lugar melhor para as pessoas. Sua primeira meta é encontrar o seu significado na vida, perguntando coisas do tipo: "Para quê eu existo? Qual é o meu propósito? De que maneira eu posso ser útil?". Você é uma pessoa idealista que se esforça ao extremo para atingir os objetivos que identificou para si mesmo.

Você conta totalmente na sua intuição para te guiar, e usa suas descobertas para buscar constantemente o valor da vida. Você está numa missão contínua para encontrar a verdade e o significado das coisas. Cada interação e cada pedaço de sabedoria adquirida é filtrada pelo seu sistema de valores, e avaliada para ver se existe algum potencial para lhe ajudar a definir ou refinar mais ainda seu próprio caminho na vida. A meta final é sempre a mesma -- você se esforça para encontrar um significado e ajudar as pessoas.

Em geral, uma pessoa gentil e de muita consideração, você é um bom ouvinte e deixa as pessoas à vontade. Mesmo que reservado ao expressar suas emoções, você se importa demais com os outros, e é genuinamente interessado em entender e ajudar as pessoas. Esta sinceridade é percebida pelos outros, fazendo de você um amigo especial, e em que se pode confiar. Você geralmente é muito caloroso com as pessoas de quem mais gosta, embora este lugar esteja reservado para poucos.

Você odeia conflitos, e faz o que pode para evitá-los. Se você precisa encará-los, será sempre utilizando a perspectiva dos seus sentimentos. Em situações de conflito, você dá pouca importância para quem está certo e quem está errado. Você simplesmente quer resolver o conflito, pois isto lhe causa um profundo mal estar. Você pode fazer um ótimo papel de mediador, e tem facilidade para ajudar outras pessoas a resolver seus conflitos, porque você entende intuitivamente as perspectivas e os sentimentos de cada um, e quer genuinamente ajudá-las. Mas suas ações, profundamente influenciadas pela emoção, podem fazer com que você tenha muita dificuldade para resolver seus próprios conflitos.

Você é uma pessoa flexível e despreocupada, até que um de seus valores seja violado. Nesse momento você pode se tornar ríspido, lutando com muita garra e paixão por sua causa.

Quando você começa um projeto no qual se interessa, é muito comum que este se torne uma "causa" para você. Assim, mesmo que normalmente você não seja uma pessoa muito apegada a detalhes, você passa a dar uma atenção desproporcional para aquele projeto, esquecendo de todo o resto -- você deve ter muito cuidado para que isso não cause um desequilíbrio em sua vida.

Quanto a detalhes mundanos da vida (como lavar, limpar, passar, etc), você praticamente não está ciente deles. Você pode passar meses sem perceber as manchas no carpete, e, mesmo quando percebe, adia este tipo de tarefa o quanto puder. Isso pode fazer com que problemas pequenos se avolumem, e se transformem em problemas cada vez maiores.

Você não gosta de ter que lidar com fatos concretos e com lógica. Seu enfoque pessoal nos seus sentimentos e na condição humana torna difícil que você lide com decisões impessoais. Você não compreende nem acredita na validade de uma decisão que não leva as pessoas em consideração, fazendo de você uma péssima pessoa para tomar esse tipo de atitude. Você provavelmente evitará análises impessoais, apesar de poder desenvolver esta capacidade, e de conseguir ser bastante lógico. Sob estresse, é comum que você utilize a lógica de uma maneira errada quando, por exemplo, num momento de raiva, em que você cita fatos (e geralmente não completamente corretos) em uma explosão emocional.

Você tem padrões altíssimos para si, e pode ser muito duro consigo mesmo, tendo dificuldade para valorizar suas próprias qualidades. Se não resolver este seu conflito interno, nunca ficará feliz consigo mesmo, e pode ficar confuso e paralisado quanto ao que fazer de sua vida.

Pessoas como você geralmente são escritores talentosos. Você pode se sentir esquisito e desconfortável em se expressar verbalmente, mas você tem uma capacidade maravilhosa de definir e de expressar no papel, e faz isso com muito cuidado.

Você se daria bem se participasse mais de profissões de cunho social, como na área de aconselhamento ou de educação. Você se encontra o mais confortável e feliz possível quando trabalha pelo bem das pessoas, e onde você não precisa usar lógica intensamente.

Se você desenvolver suas potencialidades você poderá realizar feitos maravilhosos, apesar de que provavelmente você nunca ficar satisfeito com eles. E lembre-se: algumas das pessoas que mais causaram desenvolvimentos humanísticos no mundo foram pessoas como você.


postado por Lívia Lamblet às 9:14 PM
Comments:

Quinta-feira, Janeiro 25, 2007

- E por onde andas, que já não te encontro mais?
- Pelos caminhos da vida...impossível parar!
- E o que fazes, peregrinando sem rumo?
- Levo comigo o meu pensamento. A única forma de dar um pouco de mim às pessoas.
- E elas te aceitam de braços abertos?
- Umas sim, outras não...não podemos agradar a todos.
- Me conta o que já viste.
- Não posso. Tens que ver a partir dos teus próprios olhos...


Para entender a vida, é preciso vivê-la em sua plenitude. Os preconceitos, as amarras, o ufanismo são coisas que prendem e limitam. Conhecer coisas novas, novas idéias, elevam o espírito. O ser humano possui uma capacidade fantástica de se adaptar, porém isso gera um sentimento passional quanto àquilo com que ele convive: ele acaba deixando de apreciar uma gama de novos mundos por simplesmente ficar estático.
Não se enxerga com os olhos de outra pessoa, cada um é capaz de compreender a realidade a seu modo. Geralmente as pessoas se esquecem dos próprios valores pra serem socialmente aceitos, pra não passarem por "idiotas" perante a visão do outro. Só que a visão é do outro! A realidade dele não é igual à sua!
Cada fato na vida ocorre de maneira única, no momento certo e de acordo com o pensamento da época. Não se deve julgar um fato pelo que se lê no jornal.
Aprender e compreender é o mistério.



postado por Lívia Lamblet às 2:02 PM
Comments:

Quarta-feira, Janeiro 24, 2007

Hoje vou colocar aqui uma dica e tanto de filme. Suspense e terror psicológico como há muito tempo não via...




Ficha Técnica
Título Original: Hard Candy
Gênero: Suspense
Tempo de Duração: 103 minutos
Ano de Lançamento (EUA): 2005
Site Oficial: http://hardcandymovie.com
Estúdio: Vulcan Productions / Launchpad Productions / IcePack Pictures
Distribuição: Liosn Gate Films / Paris Filmes
Direção: David Slade
Roteiro: Brian Nelson
Produção: Michael Caldwell, David Higgins, Richard Hutton e Jody Patton
Música: Harry Escott e Molly Nyman
Fotografia: Jo Willems
Desenho de Produção: Jeremy Rreed
Direção de Arte: Felicity Nove
Figurino: Jennifer Johnston
Edição: Art Jones


Elenco
Patrick Wilson (Jeff Kohlver)
Ellen Page (Hayley Stark)
Sandra Oh (Judy Tokuda)
Odessa Rae (Janelle Rogers)
Gilbert John



Sinopse
Hayley Stark (Ellen Page) é uma adolescente, que está conversando em um café com Jeff Kohlver (Patrick Wilson), um homem que conheceu pela internet. Jeff é um fotógrafo em torno de 30 anos, o que não a impede de sugerir que ambos fossem à casa dele. Lá Hayley encontra uma garrafa de vodka e começa a preparar alguns drinks, sugerindo em seguida uma sessão de fotos em que ela faria um strip-tease. Jeff se empolga com a idéia, mas logo sua visão fica embaçada e ele desmaia. Ao acordar ele está amarrado em uma cadeira e descobre que Hayley tinha colocado algo em sua bebida. Hayley começa a vasculhar a casa de Jeff, decidida a encontrar algo que o ligue a Dona Mauer, uma adolescente desaparecida há semanas. Mas caso não encontre alguma prova nem ele queira confessar, Hayley está decidida a usar outros meios para conseguir a informação que deseja.


postado por Lívia Lamblet às 3:57 PM
Comments: